Arnaldinho volta a apontar falhas do Poder Executivo no comando do município

Em seu discurso na sessão desta segunda-feira (11/02), na Câmara de Vila Velha, o vereador Arnaldinho Borgo (MDB) abordou quatro temas diferentes quer usou como exemplo para apontar falhas do prefeito Max Filho (PSDB), e de sua equipe, no comando da Administração. Arnaldinho iniciou sua fala lamentando a exoneração do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Antônio Marcus Carvalho Machado, e questionando a PMVV pelo recolhimento de 130 bicicletas da Yellow Bike, impedindo a empresa de atuar no serviço de compartilhamento de bicicletas na cidade.

Arnaldinho explicou os motivos de seu descontentamento sobre estes assuntos e, além de denunciar o sucateamento da Guarda Civil Municipal e a falta de estrutura dos agentes, para proteger e reforçar a segurança da população, ele também cobrou providências ao Poder Executivo para resolver a situação dos guarda-vidas, que continuam lutando por melhores salários e condições de trabalho no município.

 

Vários guarda-vidas visitaram a Câmara de Vila Velha nesta segunda-feira, para acompanhar a sessão e, segundo o vereador Arnaldinhho Borgo, eles desmentiram a notícia divulgada pelo vice-prefeito Jorge Carreta, durante a sessão da semana passada, quando os parlamentares foram informados de que as reivindicações da categoria já estariam sendo atendidas pela Administração.

Ao final de seu pronunciamento, Arnaldinho Borgo cedeu aparte ao colega Bruno Lorenzutti (PODE), servidor de carreira da PMVV que, por conhecer os entraves que dificultam a vida dos empreendedores de Vila Velha, se posicionou favoravelmente à desburocratização dos processos administrativos da prefeitura, visando tornar o município mais atraente e mais viável para receber novos investimentos dos setores produtivos:

“A Lei de nossa autoria aprovada por esta Casa, que aumenta de um para três anos o prazo de renovação dos alvarás das empresas instaladas em Vila Velha, está sendo questionada pela Administração, por meio de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin). Isso mostra que a PMVV, ao invés de ser parceira dos empreendedores, está sendo adversária”, comentou Lorenzutti.

Assista o vídeo abaixo e acompanhe esses pronunciamentos na íntegra:

Departamento de Comunicação
Câmara Municipal de Vila Velha 
Jornalista responsável: 
Claudio Figueiredo
Imagens/vídeo: Eder Denadai
Fotos/artes: Rayssa Rocha
Tel.: (27) 3349-3252
comunicacao@vilavelha.es.leg.br