“Ceturb-ES continuará acompanhando processo de reforma do Terminal de Itaparica, que agora está sob a responsabilidade do IOPES”, diz Patrícia Crizanto

Após ouvir o apelo feito por Anadelso Pereira (DC), na sessão da Câmara de Vila Velha desta quarta-feira (27/11) – para que o Governo do Estado agilize a reforma e a reativação do Terminal de Itaparica –, a vereadora Patrícia Crizanto (PMB) se pronunciou sobre o assunto e informou ao plenário que, nesta mesma quarta-feira, esteve ao lado do deputado estadual Luciano Machado (PV), em reunião com autoridades da Companhia Estadual de Transportes Coletivos (Ceturb-ES), onde também solicitaram maior celeridade na reforma do Terminal de Itaparica: “Durante o encontro, ficamos sabendo que todo este processo agora está sob a responsabilidade do Instituto de Obras Públicas do Espírito Santo (IOPES). Mas o diretor-presidente da Ceturb-ES, Rafael Trés, se comprometeu em continuar acompanhando a situação de perto, para ajudar, no que for possível, a garantir rapidez nessas obras, pois ele entende as dificuldades enfrentadas diariamente pelos usuários do nosso sistema de transporte coletivo e tem conhecimento sobre os transtornos que a interdição do Terminal  de Itaparica vem causando à população vilavelhense”.

 

Patrícia Crizanto reconheceu a urgência da situação informando que, segundo o balanço sobre todas as linhas que têm conexão com o Terminal de Itaparica, os ônibus que atendiam aos passageiros de bairros vizinhos e das comunidades da Região 5 estão deixando de cumprir, diariamente, uma média de três mil viagens, o que tem agravado os atrasos ocorridos em função deste problema.

 

Em aparte, o vereador Anadelso Pereira parabenizou a colega Patrícia Crizanto por sua diligente atuação nesta luta e defendeu a integração de esforços entre todos os parlamentares de Vila Velha, em prol de uma mobilização política mais efetiva, que possa resultar na antecipação do prazo de entrega das obras de reforma do Terminal de Itaparica. “Nem a Ceturb-ES e nem as empresas que exploram o Transcol dão qualquer contrapartida ao município, para ajudar na manutenção das vias públicas que utilizam diariamente, para o transporte de passageiros. Elas não contribuem com o recapeamento asfáltico das nossas ruas e avenidas, nem com a instalação de abrigos nos pontos de ônibus, e nem com a sinalização viária. Ou seja, o sistema obtém seu lucro na cidade, mas não deixa nada em troca, a título de compensação”, criticou.

 

Em seguida, o presidente da Câmara, Ivan Carlini (DEM), lembrou ao plenário que na reunião realizada em fevereiro, no Palácio Anchieta, com os vereadores de Vila Velha, o governador Renato Casagrande ficou de providenciar a reforma do Terminal de Itaparica num prazo de seis meses, ou, no máximo, até o fim do ano.

“Sei que no Poder Público, os processos administrativos são burocráticos e precisam obedecer a todos os critérios da legislação. Por isso, os atrasos acontecem. Mas fizemos a nossa parte e solicitamos providências ao Estado, para agilizar a reativação daquele terminal. Agora, todos nós parlamentares, devemos unir forças para intensificar nossas cobranças ao Governo, visando antecipar este processo, em respeito ao sofrimento da população canela-verde que depende do transporte coletivo”, disse Ivan.

Ao retomar seu discurso, a vereadora Patrícia Crizanto propôs a realização de uma audiência pública na Câmara de Vila Velha – com a participação de autoridades do Governo do Estado, PMVV e representantes das associações comunitárias dos bairros prejudicados pela falta de funcionamento do Terminal de Itaparica – para discutir a atual situação e a necessidade de dar celeridade às providências necessárias para a reativação dos serviços.

Assista o vídeo a seguir e acompanhe, na íntegra, todos estes pronunciamentos:

 

Departamento de Comunicação
Câmara Municipal de Vila Velha 
Editor Chefe: Claudio Figueiredo
Imagens/vídeo: Eder Denadai
Fotos/Artes: Rayssa Rocha
Tel.: (27) 3349-3252
comunicacao@vilavelha.es.leg.br