João Artém cobra medidas para identificar e punir responsáveis por corte irregular de 28 árvores em Cobilândia

O corte irregular de 28 árvores às margens do Rio Marinho, em Cobilândia, foi tema do pronunciamento feito pelo vereador João Artém, durante a sessão desta quarta-feira (12/02), na Câmara de Vila Velha. Indignado com esta ação clandestina e irresponsável, levada a termo por pessoas anônimas – sem a anuência da comunidade e sem o conhecimento e a autorização da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos – foi bastante criticada pelo parlamentar, que é morador do bairro e que está solicitando providências, junto à PMVV, para apurar os fatos e identificar os responsáveis pela derrubada, que considera um crime ambiental.

“A Prefeitura de Vila Velha, em parceria com o Governo do Estado, vem trabalhando na limpeza e desassoreamento do Rio Marinho e do canal que atravessa a Grande Cobilândia, com o objetivo de aumentar a vazão das águas e reduzir os alagamentos na região. Mas em momento algum houve qualquer deliberação para que essas 28 árvores fossem retiradas do local", lamentou o vereador.

E João Artém continuou: "Esta ação criminosa foi realizada na última segunda-feira (10), mas até agora ninguém foi responsabilizado. Por este motivo, queremos celeridade na adoção das medidas cabíveis, para que o município possa identificar e punir os autores deste revoltante atentado contra o meio ambiente”.

Departamento de Comunicação
Câmara Municipal de Vila Velha 
Editor Chefe: Claudio Figueiredo
Imagens/vídeo: Eder Denadai
Fotos/Artes: Rayssa Rocha
Tel.: (27) 3349-3252
comunicacao@vilavelha.es.leg.br